Acesso Rápido

“Maio: Mês do Marquês” movimenta cidade durante 30 dias

Lembrar e valorizar a figura, a obra e a época do 1º Marquês de Pombal, perpetuando a figura de Sebastião José de Carvalho e Melo é um dos objetivos do projeto “Maio: Mês do Marquês” que o Município de Pombal leva a efeito, ao longo deste mês.

 

A iniciativa, que também procura defender e valorizar o património histórico e cultura pombalino, tem início marcado para o próximo domingo, dia 8 e terá como palco privilegiado o Jardim do Cardal, onde decorre a exposição Sicó 2016 – XXVIII Feira do Queijo Rabaçal. Aqui, mediante a recriação de ambientes característicos das feiras do século XVIII, sete personagens irão animar o espaço com quadros de rua ao tempo do Marquês de Pombal.

 

No dia 14 a partir das 16.30 horas, músicos e bailarinos vão animar, primeiro a zona histórica e depois as varandas das habitações localizadas junto ao Teatro-Cine, na Praça Manuel Henriques Júnior, em Pombal. São as “Montras e Varandas Poéticas”, que pretendem dinamizar o comércio local

 

No dia 18 de maio, pelas 14.30 horas, a Praça Marquês de Pombal acolherá o Desfile de Trajes Pombalinos, resultantes do Concurso “Trajes Pombalinos”, uma iniciativa promovida pelo Município de Pombal através do Museu Marquês de Pombal e da Divisão de Educação e Ação Social, no âmbito do Plano Estratégico para a População Sénior do Concelho. Para esta iniciativa todas as IPSS e Lares do Concelho, foram convidadas a recriar figurinos da época, representativos de diferentes géneros e grupos sociais do século XVIII, o povo, a burguesia, o clero e a nobreza, evidenciando a magia destes modelos, colocando neles toda a criatividade e sedução, próprias da época barroca. Ao longo da tarde todas as entidades participantes terão oportunidade de desfilar e apresentar o seu traje a concurso.

 

Este ano, o Município de Pombal decidiu ir mais longe e promover um evento que pretende recriar, em imagens vivas, personagens da época pombalina, cenas setecentistas, jogos, trajes e costumes, o quotidiano e profissões populares, a música e a história da época barroca. O Festival de Estátuas Vivas Barrocas ocorre nos dias 21 e 22 de Maio de 2016, e terá como centro nevrálgico as ruas da zona histórica. Aqui, 17 personagens, dispostas ao longo das ruas estabelecerão a ligação entre o público e a época recriada.

 

Até 31 de maio, os visitantes podem continuar a conhecer um pouco mais da vida e obra do Marquês de Pombal, visitando a exposição “O Grande Terramoto de Lisboa 1755-2015”, patente na Capela da Misericórdia, no Centro Cultural de Pombal, na Praça Marquês de Pombal. Uma exposição de longa duração que pretende evocar o terramoto do dia 01 de Novembro de 1755, ao longo de diferentes núcleos expositivos.



A sua opinião conta!

Envie as suas sugestões, reclamações, ideias, projetos. Entraremos em contacto consigo o mais rápido possível.

Enviar
X