Acesso Rápido

Condeixa-a-Nova – Denúncia foi feita pelo comandante dos bombeiros

Responsável disse em Bruxelas que “em Portugal a prevenção de incêndios florestais não funciona”

Pombal 97 fm / Sociedade – O Comandante dos Bombeiros Voluntários de Condeixa (BVC), Fernando Gonçalves, participou hoje, no Parlamento Europeu, em Bruxelas, a convite da eurodeputada do Bloco de Esquerda, Marisa Matias, num colóquio sobre fogos florestais no sul da Europa.

Durante a sua intervenção, Fernando Gonçalves denunciou que “em Portugal, a prevenção dos incêndios florestais não funciona” e defendeu o planeamento a longo prazo e um maior investimento neste pilar do combate a fogos.

 

De acordo com este responsável, citado pela Agência Lusa, “temos que gastar mais dinheiro na prevenção do que no combate, temos que perceber que a prevenção tem que ser feita, não é de um ano para o outro, para depois o combate ser feito como nos outros países, com mais eficácia”.

 

O comandante dos BVC, também formador de bombeiros, defendeu, entretanto, o regresso ao modelo da vigilância por guardas-florestais, entre outras medidas, afirmando que “falta voltar aos guardas-florestais que havia antigamente, alguém que conheça a floresta todo o ano, fazer queimadas controladas durante o inverno, faixas de contenção, tratar de toda a biomassa”.

 

Alertou, ainda, para o facto da GNR não actuar para impôr o cumprimento da legislação que obriga a que as matas estejam todas limpas, num raio de 100 metros das aldeias, o que obriga os bombeiros a darem prioridade à protecção das casas, em vez de fazerem o combate ao incêndio na floresta.

 

Por seu lado, Marisa Matias salientou que falta fazer “quase tudo” no domínio da prevenção de incêndios florestais, defendendo que, a nível europeu, haja uma política florestal e de protecção civil comuns.

(Texto escrito com a antiga grafia)

A sua opinião conta!

Envie as suas sugestões, reclamações, ideias, projetos. Entraremos em contacto consigo o mais rápido possível.

Enviar
X