Acesso Rápido

Museu Marquês de Pombal

  • Morada: Edifício da Cadeia Velha | Praça Marquês de Pombal | 3100-449 Pombal
  • Museu Marquês de Pomba l Praça Marquês de Pombal |3100-449 Pombal
  • GPS: N 39º 54’ 50.43’’ W 08º 37’ 39.62’’
Contactos:
Funcionalidades:

Instalado na antiga Cadeia Velha de Pombal, edifício mandado construir pelo Marquês de Pombal em 1776, o Museu Marquês de Pombal teve a sua origem num trabalho de pesquisa, recolha e selecção de um pombalense, o antiquário Manuel Gameiro. É fruto de muita dedicação e persistência deste colecionador que conseguiu, ao longo de 25 anos, catalizar à sua volta o entusiasmo de outros, reunindo um valioso conjunto de peças de valor histórico e artístico, que foram pertença de Marquês de Pombal ou que com ele se relacionam.

É atualmente um museu monográfico dedicando-se à História de uma individualidade, de um povo e de uma época. Uma instituição que se pretende afirmar quer pela sua história, quer apostando na inovação. O espólio primitivo tem sido complementado ao longo dos anos e atualmente o acervo do Museu dá ênfase à sua verdadeira identidade, sendo constituído por vários núcleos ligados a Sebastião José de Carvalho e Melo e à História nacional e local do séc. XVIII.

O Museu tem como objetivo a divulgação de uma época, potencializando, simultaneamente, os valores históricos, culturais e socioeconómicos, num compromisso permanente entre o passado e o presente.

Apostar na qualificação e certificação do Museu Marquês de Pombal, significa investir no futuro, dotando a cidade de um equipamento cultural que preserva, valoriza e promove o património e a identidade regionais e nacionais.

História

A data da fundação do Museu remonta a 1978 e a ideia deve-se ao benemérito que doou a coleção original à Autarquia, sob a condição de se criar um Museu Municipal, que acolhesse, conservasse e valorizasse todo o espólio, que deveria designar-se “Biblioteca Museu Marquês de Pombal” e ser instalado no piso térreo do edifício dos Paços do Concelho, Antigo Convento de Santo António.

Atendendo ao desejo expresso pelo doador, o Museu abriu ao público, no edifício dos Paços do Concelho, no dia 8 de Maio de 1982, no âmbito das comemorações do Bicentenário da morte do estadista Sebastião José de Carvalho e Melo, 1º Conde de Oeiras (1759) e 1º Marquês de Pombal (1769). Abriu com a designação actual “Museu Marquês de Pombal”, significando uma justa homenagem ao eminente estadista, testemunho ímpar da Cultura portuguesa do século XVIII.

Tendo permanecido no Antigo Convento de Santo António foi transferido para a Cadeia Velha, na Praça Marquês de Pombal, em Julho de 2004, após obras de remodelação e adaptação do edifício que o transformaram num dos mais interessantes pólos culturais da região.

Coleções

O espólio é muito variado e abrange diversas áreas / coleções. Distribuído por diferentes núcleos, está organizado por tipologias que documentam a vida e obra de Sebastião José de Carvalho e Melo e diversas ações, reformas e acontecimentos do século XVIII.

O Museu exibe uma notável coleção documental, constituída por um núcleo bibliográfico, em que o livro mais antigo data de 1717. Destaca-se um importante núcleo de documentos legislativos, como alvarás, cartas de lei e sentenças e um fundo de manuscritos, alguns redigidos pelo próprio Marquês de Pombal, que nos dão a conhecer assuntos da sua vida pública e privada.

Compõem, ainda, o acervo deste museu uma coleção de quadros e gravuras, que nos permite visualizar a história, facilitando o seu entendimento através da ilustração de modo de vida, dos costumes, das figuras, dos trajes e dos principais acontecimentos do séc. XVIII; uma importante coleção de mobiliário da época, com particular destaque para obras pertencentes ao Marquês de Pombal e uma coleção de pintura, composta por óleos sobre tela.

O Museu possui outras coleções que nos encaminham por percursos distintos, mas complementares, do período pombalino. É o caso das coleções de medalhística, cerâmica, vidro, metais, elementos pétreos, fotografia e vários bustos do Marquês de Pombal.

No percurso museológico integra-se, ainda, uma coleção de peças relacionadas com a morte do Marquês de Pombal e com as comemorações que têm ocorrido em sua homenagem.

Horários:

  • terça a domingo 10H00 – 13H00 | 14H00 – 18H00
Outras informações:
  • Entrada: Gratuita
  • Actividades: Visitas guiadas e ateliers (por marcação)
X