Acesso Rápido
 

Controlo de Pragas

Controlo de Pragas

Definem-se como pragas urbanas as que afetam os núcleos urbanos perturbando as atividades que ali se desenvolvem, o meio envolvente, podendo contribuir para a transmissão de doenças infecciosas e contagiosas, perturbando o habitat e o bem-estar humanos.

 

O controlo das pragas urbanas tem como finalidade a proteção da saúde e do bem-estar das populações e do património.

 

Os serviços municipais executam o controlo integrado de pragas urbanas, que é uma alternativa mais moderna, tecnicamente mais adequada e ecologicamente mais correta e segura, consistindo em:

 

    • Controlar e eliminar as populações de pragas que infestam as áreas abrangidas pelo sistema;
    • Prevenir a presença de pragas ocasionais;
    • Minimizar os riscos para a saúde humana e para o ambiente;
    • Minimizar a formação de populações de pragas resistentes;
    • Reduzir a necessidade de biocidas (químicos);
    • Minimizar a formação de resíduo químico;
    • Abordar preventivamente a questão de pragas;
    • Envolver toda a população na prevenção das pragas, fomentando hábitos saudáveis de vivência na Cidade.

 

São efetuadas ações diárias, previamente calendarizadas, de controlo da população de ratos e baratas, quer na rede de esgotos, quer à superfície, bem como o controlo sazonal de outras pragas e outras espécies nocivas na via e espaços públicos. Podem também ser efetuadas, no espaço público ou no património municipal, intervenções pontuais a pedido dos serviços ou dos munícipes.

A sua opinião conta!

Envie as suas sugestões, reclamações, ideias, projetos. Entraremos em contacto consigo o mais rápido possível.

Enviar
X