Acesso Rápido

Pombal ‘instala’ primeiro laboratório internacional do envelhecimento do país

Pombal ‘instala’ primeiro laboratório internacional do envelhecimento do país

 

Pombal vai acolher o primeiro laboratório internacional do envelhecimento do país, numa cooperação entre o município, a Associação Nacional de Gerontologia Social (ANGES) e o Politécnico de Leiria. O anúncio foi revelado esta quarta-feira, 11 de maio, durante a apresentação pública do Ageing Congress que se realizará nos próximos dias 26, 17 e 28 no Teatro-Cine de Pombal sobre o tema “Envelhecer num mundo envelhecido”.

Ricardo Pocinho, presidente da ANGES, afirma que a iniciativa “é absolutamente inovadora no país” e “estará imbuído daquilo que são as melhores práticas científicas, mas com elevado envolvimento com o território”. “Vimos com uma intenção muito clara de trazer inovação e ajuda”, disse, adiantando que no próximo mês de junho estará já em Pombal uma investigadora de uma universidade do Brasil que desenvolverá o seu trabalho durante um ano.

Por outro lado, irão trabalhar em tempo inteiro quatro técnicas: uma gerontóloga, uma neuropsicóloga, uma assistente social e uma profissional de ciências da educação, sendo também uma forma de reforçar o Núcleo de Formação de Pombal do Politécnico de Leiria, proporcionando aos formandos do Curso Técnico Superior Profissional em Gerontologia “bolsas de trabalho, de ajuda e estímulo ao emprego.”

Segundo Ricardo Pocinho, Pombal “há muito que foi identificado como um território com grande oportunidade para fazermos um cluster e um projeto-piloto na área do envelhecimento”, acolhendo a ciência “que não é mais que olhar para o território, para o que existe, para uma rede social que funciona extraordinariamente bem, colher as práticas que cada um executa e poder validá-las cientificamente”.

O presidente da ANGES está convicto que “dentro de semanas ou meses, Pombal estará irreconhecível do ponto de vista das múltiplas atividades que vamos desenvolver com o município e com os parceiros nacionais e internacionais, que vão trazer naturalmente para o território uma nova forma de olhar, pensar e intervir no envelhecimento”.

Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal de Pombal considera que o envelhecimento da população “é um desafio que temos de encarar de forma positiva”. “Pombal tem de ser um território promotor do envelhecimento ativo, saudável e feliz”, considera Pedro Pimpão, frisando que a realização do congresso internacional Ageing Congress “é uma boa oportunidade para valorizar as boas práticas, para ouvirmos os peritos nacionais e internacionais sobre aquilo que são as suas perceções e os seus conhecimentos científicos” sobre o envelhecimento.

Para o autarca, trata-se de um evento que “será um marco importante para o concelho”. “Quem trabalha na área do envelhecimento, quanto mais ferramentas e conhecimentos tiver” mais capacitados ficam para enfrentar os desafios e melhorar as condições de vida de quem envelhece.

Durante três dias, passarão pelo Teatro-Cine de Pombal mais de meia centena de oradores oriundos de seis nacionalidades: Equador, Brasil, Cabo Verde, Espanha, França e Portugal, e envolvendo 52 instituições e entidades na sua organização. Números que, segundo Ricardo Pocinho, fazem do evento “o maior congresso sobre envelhecimento que acontece em Portugal”.

A ANGES vai aproveitar a ocasião para distinguir o Município de Pombal, como forma de reconhecimento pelo trabalho desenvolvido e a sua estratégia para a promoção do envelhecimento ativo, passando, assim, a ser o primeiro município português a receber a Bandeira Social.

 

Pombal, 11 de maio de 2022

 

 



X