Acesso Rápido

Câmara adjudica rede de saneamento num investimento de 775 mil euros

Câmara adjudica rede de saneamento num investimento de 775 mil euros

A Câmara Municipal de Pombal adjudicou, na passada sexta-feira, 13 de novembro, a construção da rede de saneamento básico doméstico dos lugares de Ilha de Cima, Moitas Brancas, Ilha de Baixo, Rosados e Silvas, pelo valor de 773.958,18€, acrescido de IVA.

A empreitada, com um prazo de execução de 365 dias, estará a cargo da empresa Pinto & Braz, Lda., sediada no concelho de Leiria.

Aquela rede de saneamento básico completa o conjunto de quatro empreitadas, num valor global superior a rondar os 5,8 milhões de euros, para o qual o Município recorreu a financiamento bancário.

As restantes três empreitadas correspondem às redes de saneamento na zona de Assanha da Paz e Barros da Paz, adjudicada por 2.138.631,88€; em Casal da Rola e zona envolvente, adjudicada por 845.670,54€; e, aos lugares da Foz, Vale das Moitas, Carriços, Bonitos e São João da Ribeira, adjudicada por 2.055.756,74€.

As três empreitadas foram adjudicadas, por concurso público, a três empresas sediadas no concelho de Pombal: Joaquim Rodrigues da Silva & Filhos, Lda., Delfim de Jesus Martins & Irmão, Lda., e Ilhaugusto Construções, Lda., respetivamente.

Com os referidos investimentos, a Câmara Municipal pretende continuar a dotar o concelho de infraestruturas básicas de saneamento de águas residuais. As quatro redes de saneamento referidas ficarão ligadas ao Emissário Carnide – Ilha – Louriçal, obra que representa um investimento municipal de quatro três milhões de euros, que as conduzirá para a Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) do Louriçal.

Desde outubro de 2013 o Município de Pombal investiu mais de 10 milhões de euros no reforço e na construção de novas redes de saneamento básico, o que tem permitido alargar a taxa de cobertura do concelho, valor que fica, ainda assim, aquém da média europeia (70%).

No entanto, este investimento municipal trouxe uma melhoria considerável da qualidade do serviço que é prestado, o que se reflete também no aumento do número de clientes das águas residuais que passa a servir.

Mas com o aumento da quantidade de residências e cidadãos servidos, a Câmara Municipal procura também melhorar a eficiência das ETAR e a qualidade da água devolvida ao meio ambiente, cumprindo na totalidade os parâmetros exigidos.

Pombal, 17 de novembro de 2020



A sua opinião conta!

Envie as suas sugestões, reclamações, ideias, projetos. Entraremos em contacto consigo o mais rápido possível.

Enviar
X