Acesso Rápido

Comissão Municipal restrita de Protecção Civil reúne em Pombal de forma extraordinária para preparar e articular meios

Comissão Municipal restrita de Protecção Civil reúne em Pombal de forma extraordinária para preparar e articular meios

Governo decretou Estado de Alerta Especial de nível Vermelho de 04 de a 08 de setembro, para o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais

 

A Comissão Municipal restrita da Proteção Civil de Pombal reuniu esta manhã, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com o objetivo de apreciar a declaração de Estado de Alerta Especial de nível Vermelho, decretado pelo Governo, bem como estabelecer o acompanhamento e a articulação dos agentes de proteção civil a nível local.

Do encontro ficou reforçada a necessidade da adoção de medidas de prevenção, tendo em conta que para os próximos dias se prevê um aumento das ignições face ao incremento da atividade humana junto dos espaços rurais, situação que por si só poderá originar o aumento da dificuldade nas operações de supressão.

Neste estado de alerta especial e durante todo o Período Crítico, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil recomenda a adequação dos comportamentos e atitudes da população face à situação de perigo de incêndio rural, nomeadamente através da adoção das necessárias medidas de prevenção e precaução, observando a legislação em vigor, e tomando especial atenção à evolução do perigo de incêndio para os próximos dias, disponível nos sítios da internet da ANEPC, do IPMA e do ICNF, ou junto dos Gabinetes Técnicos Florestais das Câmaras Municipais e dos Corpos de Bombeiros.

Assim, na sequência da reunião extraordinária da Comissão Municipal da Proteção Civil de Pombal, são reforçadas as recomendações que a Autoridade Nacional de Emergência e de Proteção civil emitiu e cujas medidas preventivas passam proibição e obrigação de determinadas atuações por parte da população.

Sendo o período de vigência do Período Crítico estabelecido entre o dia 01 de julho e o dia 30 de setembro, reforça-se que é proibido fazer queimadas extensivas sem autorização, para além de haver a proibição de realização, sem autorização, de queimas de amontoados.

A realização do uso daquele tipo de instrumento carece de autorização, podendo os proprietários informar-se na Câmara Municipal (236 210 512) ou através do número 808 200 520.

A utilização de fogueiros e grelhados em todo o espaço rural também está proibida, salvo se usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados para o efeito.

Fumar ou fazer qualquer tipo de lume em espaços florestais, lançar balões de mecha acesa e foguetes são também atos proibidos, sendo que o uso de fogo-de-artifício só é permitido com autorização da câmara municipal.

Durante o período crítico é também proibido fumigar ou desinfestar apiários, com exceção do uso de fumigadores equipados com dispositivos de retenção de faúlhas. Nesse espaço temporal está também proibido usar motorroçadoras (exceto se possuírem fio de nylon), corta-matos e destroçadores nos dias de Risco Máximo, sendo sempre de evita o uso de grades de discos.

Para além das proibições, é obrigatório usar dispositivos de retenção de faíscas e de tapa-chamas nos tubos de escape e chaminés das máquinas de combustão interna e externa nos veículos de transporte pesados e 1 ou 2 extintores de 6 Kg, consoante o peso máximo seja inferior ou superior a 10 toneladas.

 

Condições meteorológicas para os próximos dias

Para os próximos dias, e de acordo com a informação disponibilizada pelo Instituo Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), espera-se para esta quarta-feira, e até sexta-feira, vento moderado (até 30 km/h) do quadrante Leste, temporariamente de noroeste forte (até 40 km/h) na faixa costeira ocidental durante a tarde.

Nas terras altas, em especial do Norte e Centro, vento forte (até 45 km/h) de Norte/Nordeste a partir do meio da tarde.

Na noite do dia 05 para o dia 06 de setembro, nas terras altas, em especial do Norte e Centro, vento forte (até 40 km/h) do quadrante Leste até meio da manhã de sexta-feira.

Durante este período, são esperadas Condições de instabilidade atmosférica que dificultam o controlo dos incêndios rurais em especial nas regiões do centro, Estremadura e do interior Norte e Centro, tais como humidade relativa do ar baixa em todo o território, entre 20 e 30%, exceto na faixa litoral, entre 10 e 20% no interior, com fraca recuperação noturna no interior e litoral Centro, e sotavento algarvio.

A Temperatura máxima acima de 30ºC na generalidade do território, incluindo a faixa costeira, e entre 35 e 39ºC na bacia do rio Tejo, Estremadura, no Alentejo e nas regiões do centro e no interior algarvio.

Para sábado e domingo, é esperada a continuação de tempo quente e seco, com fraca ou má recuperação noturna da humidade relativa do ar em todo o território, vento do quadrante Leste até sábado, forte nas terras altas durante a noite e possibilidade de condições atmosféricas propícias a comportamentos erráticos dos incêndios, dificultando o seu controlo, nas regiões do interior.

 

Na sequência da observância de todos estas condições a ocorrer nos próximos dias, pede-se à população que redobre as necessárias medidas de precaução e de prevenção.



A sua opinião conta!

Envie as suas sugestões, reclamações, ideias, projetos. Entraremos em contacto consigo o mais rápido possível.

Enviar
X