Acesso Rápido

Concessão de exploração da Quinta de Sant’Ana – Redinha

Concessão de exploração da Quinta de Sant’Ana – Redinha

A Quinta de Sant’Ana é um imóvel do Século XVII propriedade do Município de Pombal, que se estende por 25.700 metros quadrados, e que se encontra agora disponível para uma concessão de exploração.

Situada num contexto rural, em pleno contacto com a natureza, e com acessos autónomos, a quinta é composta pelas seguintes infraestruturas:

– Um Solar e uma Capela do Século XVII, com 940m2

– Um restaurante com capacidade para mais de 300 pessoas, com 812m2

– Um picadeiro e 9 boxes para cavalos

– Um court de ténis

– Uma piscina com vista para a serra

– Extensos jardins

A conjugação da sua excelente localização com as valências disponíveis, a Quinta de Sant’Ana é o espaço ideal para desenvolver o seu negócio numa das possíveis áreas de atividade: hotelaria; restauração; alojamento local; centro hípico; campo de férias; campo de jovens; centro de aventura juvenil; centro de estágios; centro de férias infantojuvenil; centro de conferências; discoteca; bar; apoio de montanha e atividades de lazer; desporto e recreio, em espaço rural; aluguer de veículos motorizados; de animais; bicicletas e outros.

Antiga propriedade da Ordem de Cristo, com raízes no final do Século XVII, passa para a posse do Convento de Santa Ana de Coimbra em data não apurada. Sofreu grande incêndio aquando da II Invasão Francesa, em 1810, tendo sido depois reconstruída e aumentada.

No início do Século XIX, já a mesma é pertença dos familiares de António Henrique Xavier de Carvalho Peres Guimarães, a quem a Câmara Municipal de Pombal adquiriu o Solar e respectiva capela, logradouros e terrenos envolventes, num total de 25.700 m2, por escritura pública celebrada a 29 de Agosto de 1996.

Foi sujeita a diversas intervenções e novas edificações, culminando com o restauro do Solar, cuja inauguração ocorre a 27 de Julho de 2001. Nos últimos anos, tem sido objecto de beneficiações ao nível dos arranjos exteriores e paisagísticos, por forma a dotar a propriedade com um ampliado parque de estacionamento, com um pavilhão restaurante para catering de eventos e com o melhoramento da piscina e jardins envolventes.

40.003367, -8.586606

A Quinta de Sant’Ana situa-se na Freguesia da Redinha, Concelho de Pombal, a 30km de Coimbra e de Leiria e é servida pelas principais infraestruturas rodoviárias e ferroviárias do país, a 10 minutos da A1, do IC8 e da estação de Comboios de Pombal, a apenas 2 minutos do IC2.

A Quinta de Sant’Ana fica localizada na histórica Freguesia da Redinha, terra habitada desde os tempos da romanização. O primeiro foral da Redinha foi-lhe atribuído em 1159, pela Ordem do Templo. No século XIV passou para a Ordem de Cristo, iniciando um período de forte prosperidade, que veio a terminar com as invasões francesas, no século XIX, sendo hoje uma das freguesias mais importantes no panorama turístico concelhio.

A Redinha estende-se pelo sopé da Serra de Sicó e é hoje um dos principais pontos de interesse nacional para a prática de escalada e espeleologia, tendo no Canhão do Vale do Poio um dos monumentos naturais mais procurados da zona centro.

Outros pontos de interesse circundantes na idílica freguesia da Redinha e da Quinta de Sant’Ana são locais como:

 

–  Capela de Nossa Senhora da Estrela – Situada a 350 metros de altitude, a qual se realça uma imagem monolítica medieval brasonada.

– Igreja de São Francisco –            Construída no século XVIII. Exteriormente apresenta um brasão da Ordem de S.Francisco. De realçar um cadeirão gravado na espalda com ornatos figurando uma dama segurando uma ave.

– Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição –  Com portal manuelino entrelaçado no tronco. De notar, interiormente, os azulejos de folhas de acanto seiscentista.

– Pelourinho – De soco circular, com quatro degraus onde assenta o fuste de secção octogonal rematada com uma cruz de Cristo.

– Igreja da Misericórdia – Construída no século XVIII, com uma alta torre sineira.

 

A Quinta de Sant’Ana é um lugar em pleno contacto com a Natureza, com grande potencial turístico, e uma excelente oportunidade de negócio, confinante com o Rio Anços

Tendo em conta os predicados que estão associados à Quinta de Sant’Ana, ao seu valor histórico e ao seu potencial valor como imóvel de interesse para investidores, o Município de Pombal fomenta uma solução através do Concurso Público de Concessão da Quinta de Sant’Ana, que decorrerá entre maio a setembro de 2019.

 

Toda a documentação poderá ser consultada aqui.

O caderno de encargos compreende as cláusulas a incluir no contrato a celebrar na sequência do procedimento do concurso público, o qual tem como objeto a realização de obras de requalificação e a concessão do espaço da Quinta de Sant’Ana.

– Concessão a 20 anos;

– Possibilidade de adaptação dos espaços e infraestruturas concessionadas à tipologia de atividade prevista enquadrável na categoria de alojamento, restauração e similares;

– Isenção ao concessionário do pagamento de taxas e impostos inerentes aos licenciamentos municipais;

– Período de carência de rendas até 12 meses;

– Possibilidade de compensação do valor das obras de requalificação até ao montante de 100.000€, nas rendas liquidadas.

 

Toda a documentação poderá ser consultada aqui.



A sua opinião conta!

Envie as suas sugestões, reclamações, ideias, projetos. Entraremos em contacto consigo o mais rápido possível.

Enviar
X