Acesso Rápido

Obrigatoriedade de comunicação prévia de queimas e queimadas

Obrigatoriedade de comunicação prévia de queimas e queimadas

Foi publicado no passado dia 21 de janeiro o Decreto-Lei n.º14/2019, que obriga aos cidadãos a comunicação de qualquer tipo de uso de fogo para eliminação de sobrantes de exploração agrícola ou florestal.

Com as alterações recentemente introduzidas pelo Decreto-Lei nº 14/2019, de 21 de janeiro, “fora do período crítico e quando o índice de risco de incêndio não seja de níveis muito elevado ou máximo, a queima de matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração, bem como a que decorra de exigências fitossanitárias de cumprimento obrigatório, está sujeita a mera comunicação prévia à autarquia local” (n.º2 do art.28.º).

Esta alteração implica que a realização de queimas sem a devida comunicação passará a estar sujeita à aplicação de coimas que, de acordo com o previsto na lei, variam entre 280€ e 10.000€, para pessoas singulares, e 1.600€ e 120.000€ para pessoas coletivas.

 

A comunicação prévia à Câmara Municipal de Pombal deve ser feita até ao máximo de 3 dias de antecedência através de:

Registo na aplicação do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF), disponível no endereço https://fogos.icnf.pt/InfoQueimasQueimadas;

Registo presencial no Fórum de Atendimento da Câmara Municipal de Pombal ou nas Juntas de Freguesia;

Contacto telefónico para a Câmara Municipal de Pombal (236 210 500) em horário de expediente

Em alternativa, pode preencher o formulário clicando aqui.

 

Dados Necessários para o registo:

Nome;

N.º Contribuinte;

Local da realização da queima;

Morada;

Email;

Contacto Telefónico, preferência Telemóvel.

 

No que se refere à realização de queimadas para a renovação de pastagens e eliminação de restolho, assim como para eliminação de sobrantes de exploração cortados, mas não amontoados, mantém-se a necessidade de autorização da Câmara Municipal.

Por constituírem atividades de risco, a Câmara Municipal de Pombal apela a todos os munícipes para adoção de comportamentos responsáveis na realização destas atividades.

Para mais informações, poderá contactar a Linha de apoio SOS Ambiente e Território da GNR através do número 808 200 520 ou pelo Gabinete de Proteção Civil e Florestas (236210512).

 

Em caso de incêndio ligue 112.



A sua opinião conta!

Envie as suas sugestões, reclamações, ideias, projetos. Entraremos em contacto consigo o mais rápido possível.

Enviar
X