Acesso Rápido

Pombal assina pacto para a conciliação da vida profissional, pessoal e familiar

Pombal assina pacto para a conciliação da vida profissional, pessoal e familiar

O Município de Pombal assinou esta quarta-feira o Pacto para a Conciliação, medida que consta no eixo 1 do projeto 3 em linha – Programa para a conciliação da vida profissional, pessoal e familiar, promovido pelo Governo da República, em parceira com a Associação Portuguesa de Ética Empresarial.

A adesão a este programa constitui um reforço das políticas de motivação e promoção do bem-estar que o Município tem implementado junto dos seus colaboradores, e que tem permitido, desde 2014, a implementação de um conjunto de medidas que visam um maior equilíbrio entre a vida laboral e a vida pessoal dos colaboradores do Município.

Medidas que vão desde o acesso livre a equipamentos municipais, como piscinas ou ginásio, com direito a aulas gratuitas, ou como a permissão de gozo de folga para acompanhamento dos filhos no primeiro dia de aulas, ou o gozo de folga na tarde do aniversário dos filhos até aos 15 anos.

Entre essas medidas promovidas pelo Município, destaque ainda para a atribuição de cabazes aos colaboradores com filhos recém-nascidos, apoios na compra de livros e material escolar aos filhos de colaboradores que constem dos quadros de honra das suas escolas, ou mesmo a disponibilidade de um conjunto de consultas médicas de clinica geral, de nutricionismo e de psicologia, entre outras medidas.

 

Adesão ao programa reforça equilíbrio entre vida laboral e familiar

O Município de Pombal foi um dos 11 município do país que assinaram o Pacto de Conciliação, num total de 47 organizações signatárias, entre as quais 21 correspondem a serviços ou organismos do Estado e as restantes 15 empresas privadas.

O Programa 3 em Linha tem como objetivo a promoção de um maior equilíbrio entre a vida profissional, pessoal e familiar, como condição para uma efetiva igualdade entre homens e mulheres e para uma cidadania plena, de forma a permitir a realização de escolhas livres em todas as esferas da vida.

Este programa visa, assim, melhorar o índice de bem-estar no balanço entre a vida pessoal/familiar e a vida laboral, um indicador que, segundo o Governo, tem vindo a decrescer desde 2011. Daí a necessidade para uma melhor conciliação entre a vida profissional, pessoal e familiar, como forma de favorecimento da diminuição do absentismo, do aumento da produtividade e da retenção de talento, como fatores contribuintes para a sustentabilidade demográfica das entidades participante e do próprio país.

Segundo o programa, “trata-se de uma mudança cultural que exige convocar toda a sociedade e assumir um compromisso coletivo com medidas de impacto a curto, médio e longo prazo”, num esforço conjunto entre a Administração Central, Local e empresas públicas e privadas.

Com a assinatura deste pacto, o Município assume esse compromisso, implementando um sistema de certificação de um modelo de gestão, que se baseie na norma portuguesa NP4552:2016, que visa a gestão da conciliação entre a vida profissional, familiar e pessoal dos seus colaboradores.

O Município reconhece, assim, como entidade signatária do pacto, a importância da conciliação destas três esferas como uma “condição de igualdade entre mulheres e homens, de bem-estar, de produtividade e de sustentabilidade demográfica”.



A sua opinião conta!

Envie as suas sugestões, reclamações, ideias, projetos. Entraremos em contacto consigo o mais rápido possível.

Enviar
X