Acesso Rápido

Diogo Mateus anuncia intenção do Município em criar Escola Superior na área florestal, em Pombal

Diogo Mateus anuncia intenção do Município em criar Escola Superior na área florestal, em Pombal

O Presidente da Câmara Municipal de Pombal, Diogo Mateus, anunciou a intenção política do Município em avançar com a realização de uma estudo para a criação da Escola Superior de Ciências Agro-Industriais e Florestais em Pombal, procurando integrá-la no âmbito do Instituto Politécnico de Leiria.

Para Diogo Mateus, “hoje, mais do que nunca, importa desenvolver a promoção das inúmeras oportunidades que a floresta potencia e que, em muitos casos, são ignoradas, esquecidas ou de difícil implementação”.

O anúncio foi feito no âmbito da abertura oficial da II Feira Nacional da Floresta, onde Diogo Mateus reforçou a disponibilidade do Município para contribuir para o futuro da Floresta, assumindo o “empenho para contribuir para o desenvolvimento do setor florestal no nosso país, assumindo cada vez mais esse objetivo de promover a defesa da Floresta, não só pelo património em si, mas pelo contributo que esta dá ao nosso país a à nossa economia”, disse.

Para o presidente da Câmara, a criação daquela escola assume-se como “um projeto que define novas abordagens para os modelos de desenvolvimento local, adequados às novas condições e exigências individuais do território e dos mercados internacionais”, e que, segundo Diogo Mateus, se assume “verdadeiramente como um projeto moderno, versátil, aberto a alunos de todo o mundo, exigente, jovem, ambicioso e com uma participação ativa das empresas e dos investidores agro-industriais e florestais, da industria da madeira, resina e investigação”, frisou.

A criação de uma escola superior ligada às ciências agro-industriais e florestais pretenderá formar agentes, ao mesmo tempo que assegurará assistência técnica, ultrapassando novos desafios e promover modelos de negócio baseados na floresta, o que, na opinião de Diogo Mateus, “constituem um importante desígnio nacional, que cada território procurará desenvolver com os recursos, parcerias e convergência possíveis”, concluiu o autarca.

 



A sua opinião conta!

Envie as suas sugestões, reclamações, ideias, projetos. Entraremos em contacto consigo o mais rápido possível.

Enviar
X