Acesso Rápido

Diogo Mateus reitera ajuda às populações afetadas pelos incêndios florestais

Diogo Mateus reitera ajuda às populações afetadas pelos incêndios florestais

Diogo Mateus lembrou no seu discurso do Dia do Município o drama daqueles que perderam “a sua habitação, os seus animais, as suas culturas silvícolas, o seu sustento e viu o seu modo de vida sofrer profundas alterações”.

Para o autarca, estes eventos, que trouxeram alterações significativas ao território, “vieram marcar a forma como olhamos para as potencialidades desse mesmo território.

Recordando as perdas materiais que muitos pombalenses sofreram a 15 e 16 de outubro, Diogo Mateus quis enviar a todos os que foram afetados pelos incêndios a mensagem “de que não estão sós na sua dor e nas suas preocupações”, referindo que foi a pensar nesses pombalenses “que começamos desde a primeira hora a trabalhar para encontrar as soluções que amenizem as consequências daqueles dias e que ajudem a reorganizar e a reerguer a vida e o dia-a-dia, com a normalidade possível”, afirmou o autarca.

No seu discurso do Dia do Município, Diogo Mateus apontou a direção de algumas das prioridades para o mandato agora iniciado, com destaque para o reforço das relações com as Juntas de Freguesia, que terão no Orçamento Municipal de 2018 um aumento de 35 para 50% das as verbas do Fundo de Financiamento às Freguesias, um reforço financeiro que será acompanhado por um reforço de meios humanos e técnicos.

É também com as Juntas de Freguesias que o Município de Pombal quer promover um plano local de Transparência, “que aproxime os pombalenses à sua Junta de Freguesia, e que abra a gestão local a todos os que se mostram interessados na coisa pública, de modo a que, de forma contagiosa, possam fazer suscitar nos seus pares o interesse por estas questões do governo local, debatendo-o e participando nos seus momentos mais elevados como a eleição dos seus representantes”, anunciou o autarca.

No seu discurso, Diogo Mateus agradeceu ainda a todos os homenageados “o exemplo, a dedicação e a entrega abnegada com que empregam grande parte das vossas vidas à causa pública, ao serviço dos outros e à promoção da Cultura, das Artes, da Liberdade de Expressão e da Democracia, do Poder Local e da Filantropia”, realçando o exemplo de São Martinho, como “um exemplo que nos inspira e protege, a nós pombalenses, a ser melhores, a fazer melhor e a pensar melhor”.



A sua opinião conta!

Envie as suas sugestões, reclamações, ideias, projetos. Entraremos em contacto consigo o mais rápido possível.

Enviar
X