Acesso Rápido

Secretário de Estado do Ambiente inaugurou a ETAR de Almagreira

Secretário de Estado do Ambiente inaugurou a ETAR de Almagreira

O Secretário de Estado do Ambiente, Paulo Lemos, inaugurou a Estação de Tratamento de Águas Residuais Municipal de Almagreira, um investimento de 1 milhão e 900 mil euros, financiado pelo POVT, que permite uma capacidade de receção das águas residuais de 7500 habitantes.

 

Na ocasião, o Secretário de Estado enalteceu o esforço do Município de Pombal no reforço da sua rede municipal de saneamento, felicitando a Câmara de Pombal “por mais um investimento de 5 milhões de euros, mas também pelo facto do Município de Pombal já ter investido cerca de 50 milhões de euros em Saneamento Básico e Abastecimento de Água nos últimos anos”, o que, para o Paulo Lemos, constitui “a nível nacional um dos investimentos mais fortes nos últimos anos”, disse o governante.

 

Por sua vez, Diogo Mateus enalteceu o facto desta intervenção possibilitar agora que o nível de cobertura do saneamento no Concelho de Pombal seja elevado para 61% da população, “aumentando, nos últimos 7 anos, em 41% o nível de cobertura de saneamento no concelho”, afirmou o Presidente de Câmara.

 

Segundo o autarca, “a concretização desta obra representa um importante passo para melhor servir as populações do concelho e é o resultado do planeamento cuidado que o Município tem preconizado no cumprimento das suas obrigações”, frisou Diogo Mateus.

 

Com a entrada em funcionamento desta ETAR, o nível de cobertura da Freguesia de Almagreira sobe para 75% da população com acesso ao serviço de saneamento doméstico, sendo que na Freguesia da Pelariga a cobertura ultrapasse os 85%.

 

Com a entrada em funcionamento deste equipamento, passa a ficar garantida a autonomia funcional do sistema de drenagem e de tratamento das águas residuais destas duas freguesias, de uma parte da freguesia de Pombal e de duas zonas industriais – podendo ainda vir a receber as águas residuais da Freguesia da Redinha, com a consequente eliminação da ETAR da Redinha.

 

A ETAR de Almagreira foi construída para tratar as águas residuais de 7500 habitantes, num investimento de €1.904.059,94, que acolheu a aprovação, em sede de candidatura ao Programa Operacional de Valorização do Território – POVT, para o financiamento de 85% do valor da obra. Para além da construção da ETAR, esta operação representa um investimento superior a 5 milhões de euros, englobando a construção das redes de saneamento de Pelariga – Almagreira; dos lugares de Meires e Tinto; dos lugares de Reis, Paço, Lagares, Vascos e Almagreira e dos lugares de Água Travessa e Matosos.



A sua opinião conta!

Envie as suas sugestões, reclamações, ideias, projetos. Entraremos em contacto consigo o mais rápido possível.

Enviar
X