Acesso Rápido

Presidente da Câmara enaltece “entusiasmo” na adesão ao programa EPIS

Presidente da Câmara enaltece “entusiasmo” na adesão ao programa EPIS

O presidente da Câmara de Pombal, Diogo Mateus, enalteceu hoje “o entusiasmo dos professores e dos pais” do concelho, na adesão ao projeto da Associação dos Empresário Pela Inclusão Social – EPIS, destinado a potenciar o sucesso escolar.

 

O autarca, que falava durante a sessão de abertura da sessão “Conversa com os Pais”, que decorreu hoje ao final da tarde, no Teatro-Cine de Pombal, numa iniciativa da Câmara Municipal, alertou para a necessidade “de se continuar a partilhar recursos” para que “todos possam ser ajudados.

 

O Presidente do Conselho Nacional da Educação e ex-Ministro da Educação, Professor Doutor David Justino lembrou que a solução para o combate ao insucesso escolar “tem de vir de quem lida diariamente com esse problema” que, no entender “diz respeito a toda a comunidade”. “Temos todos de unir esforços para combater o insucesso escolar, e aqui em Pombal sente-se esse esforço”, disse ainda David Justino, que se mostrou “satisfeito” com o facto do projecto EPIS incluir rastreios. “É importante que os rastreios comecem cada vez mais cedo”, alertou o Presidente do Conselho Nacional da Educação.

 

A sessão “Conversa com os Pais”, que juntou centena e meia de professores, pais e educadores, é uma iniciativa da Câmara Municipal de Pombal, que pretendeu divulgar os resultados do primeiro ano de implementação do Programa Municipal de Potenciação do Sucesso Escolar “Pombal 2020 – Sucesso Escolar 100%”, destinado a alunos do ensino básico.

 

Este programa é inovador na medida em que aborda e intervêm nas quatro principais dimensões que influenciam o sucesso escolar: o aluno; a família; a escola e o território.

 

Ao longo do último ano, os Técnicos do Município, das Escolas e Centros de Saúde rastrearam 706 crianças, do universo de alunos do 1º e do 3º ano de escolaridade. Foi possível fazer um perfil de cada criança, e perceber que 15,8% dos alunos do 1º ano e 17,4% do 3º ano precisam de acompanhamento, situação que decorrerá este ano letivo de 2015/2016.

 

Com este estudo, foi ainda possível perceber que 21% das crianças de Pombal apresentam divergência no campo da visão. Alias, um estudo feito pela Sociedade Portuguesa de Oftalmologia conclui que uma em cada cinco crianças em idade escolar tem défices de função visual, situação que pode interferir com as capacidades de aprendizagem.

 

Neste ano letivo a Câmara irá continuar a fazer o rastreio aos alunos do 1º e 3º ano de escolaridade.



A sua opinião conta!

Envie as suas sugestões, reclamações, ideias, projetos. Entraremos em contacto consigo o mais rápido possível.

Enviar
X